empatia

Muitas vezes meus clientes me pedem que eu indique alguém que trabalhe com vídeo. Eu até sugiro alguns nomes, mas digo que não conheço tão a fundo o trabalho de nenhum desses profissionais, o que é verdade. A questão é que com o vídeo acontece o mesmo que com a fotografia: cada profissional tem um estilo e um olhar e no fim das contas só você pode dizer se gosta ou não do resultado. E tem outra coisa que é importantíssima: tem que “rolar uma química”. Se você não se sentir à vontade com a pessoa que vai passar esse dia inteiro com você, não adianta ela ser o melhor profissional do mundo. Eu sei que teve gente que viu meu site e adorou e quando chegou aqui não foi com a minha cara. E o contrário também é muito verdadeiro, já fiz noiva mudar os planos com as sugestões que dei. O bom disso é que assim o trabalho se torna extremamente prazeroso, porque eu sei que ganhei a confiança daquelas pessoas e porque eu também sei que vou me empolgar muito ao fotografar. E vou fotografar do jeito que eu fotografo… Já chorei um pouquinho em algumas festas e semana passada me arrepiei inteira quando a Alina entrou ao som de God only knows. Isso é fantástico, porque não há nada melhor do que fotografar pensando “essa foto ficou do c…” over and over again.

Uma ideia sobre “empatia

  1. Pingback: quanto + info melhor « O casamento do ponto de vista da fotógrafa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s