um dia para chamar de meu

Eu já desconfiava mas agora posso afirmar categoricamente que casar é a melhor coisa do mundo! Nada mudou no meu dia-a-dia, eu e o Gui já vivíamos juntos há 3 anos quando decidimos nos casar, mas faz uma semana que uma certa magia permanece no ar. Nossos convites, escritos à mão pelo noivo, convidavam nossos familiares e amigos mais próximos a celebrar o amor, e assim foi. Foi lindo demais ouvir o que dois amigos queridos tinham para nos dizer (eles arrasaram e emocionaram a todos) e quase não conseguir ouvir os votos do Gui de tanto que ele estava emocionado (apesar dos olhos cheios d’água, eu consegui segurar a onda). Foi lindo dividir tanta alegria com tanta gente amada. Descobri que é verdade quando minhas noivas dizem que o dia passa rápido demais. É como se o relógio fosse acelerado em proporção direta à quantidade de sorrisos (e também à quantidade de lágrimas, dizem que a mulherada correu para o banheiro para retocar a maquiagem logo que a cerimônia acabou). Eu senti um frio na barriga quando entrei no jardim de mão dada com meu pai. Nunca tinha sonhado com uma entrada dessas, mas curti imensamente o sorriso de meu pai quando ele me encontrou na porta do Rosmarino. No meio de tantas coisas que se passam com a gente nessa hora, lembro muito da alegria de ver a mesa de bem-casados lindamente decorada no caminho para o jardim, de pensar “ai que vergonha” quando entrei e vi todo mundo olhando pra mim e depois só sentir. Não pensei nada, só olhei pro Gui e senti. Aí o Luis começou a falar e eu pensei “nossa, ele tá mais nervoso do que eu” e depois ouvi, senti, ouvi, chorei, olhei pro Gui, sorri, ouvi a Laura, dei risada. Na hora de ler os votos, sendo quem somos, espontaneamente jogamos um par ou ímpar pra saber quem ia primeiro. Foi bom ter o Pedrinho (filho do Gui), do alto dos seus sete anos, tirar nossos votos de dentro de um bolso na camisa cujo botão não queria abrir por nada desse mundo. Muito fofo. Do que eu disse no brinde eu não lembro nada. So lembro de olhar para os 55 convidados e pensar ” que bom que estão aqui”. Muito bom todos os abraços, todas as taças de champagne. Divertido estar do outro lado e posar para foto abraçadinhos. Da comida, nem senti o gosto direito. Dizem que estava maravilhosa. Acho que as papilas gustativas não dão conta de sobrepujar os outros sentidos. E há que se lembrar que não é só de fora pra dentro, tem muita coisa que vem de dentro pra fora. Muita coisa mesmo.

Agradecimentos:  a todas noivas e ex-noivas queridas que me mandaram mensagens de felicidades, ao pessoal do Rosmarino que fez tudo direitinho, a todos que vieram de longe, à Rossana, que me deu de presente a assessoria do dia (indispensável para a tranquilidade de todos) e garantiu que tudo estivesse no lugar, à florista Mônica Rezende, que fez uma belíssima decoração e um buquê simplesmente maravilhoso, ao Décio e à Juliana do Diva, que cuidaram do meu cabelo e da minha maquiagem. Um agradecimento especial a chiquérrima Fabiana Correa, que me ajudou na busca pelo vestido e me mostrou que não tinha nada de errado em uma noiva com unhas pink e ao Luish e à Laura, que criaram coragem para falar coisas bonitas em público. Também não posso esquecer do Serginho e da Erika que garantiram a deliciosa festa depois da festa! Last but not least, aos meus queridos fotógrafos, o incrível André Penteado, grande amigo e à minha querida assistente Ana Luisa (que está mandando muito bem e que fez um post lindo pra gente).

8 ideias sobre “um dia para chamar de meu

  1. Daniela Freitas

    Parabéns Dani! como recém-casada, concordo plenamente! Casar é a melhor coisa do mundo mesmo!!!

    Quero ver as fotosssssssssssss, ainda mais sendo do gênio André Penteado!

    Não sei se vc vai lembrar, mas qdo fui no seu estúdio levar uma amiga minha, comentei com vc que queria ter feito meu casamento com ele mas ele tinha ido embora pra Londres…

    O trabalho dele é lindo!

    Bjs
    Daniela

    Resposta
  2. Daniela Picoral Autor do post

    O André é mesmo demais, posso me gabar de ser uma privilegiada pois ele não fotografa mais casamentos e veio de Londres especialmente pro meu!

    Resposta
  3. wicca

    foi o casamento mais coerente e mais inusitado (por que pra mim vocês já eram casados) que eu já fui.
    e você estava linda linda de lacinho no cabelo.
    : )

    Resposta
  4. renata

    Que feliz que eu fiquei so de ler seu post. Felicidades para vcs! Que vcs curtam essa magia por muito tempo (eu e o Steven ainda curtimos depois de 2 anos na mesma casa, quase um de casados e uma barriga enoooorme.
    Fotos, queremos fotos.
    beijos

    Resposta
  5. Daniela

    Guria, teu site é lindo. Teu trabalho é fantástico!É de encher os olhos e alegrar o coração.
    Felicidades para vc e seu amado Gui!

    Resposta
  6. Renata Fernanda

    Seu texto está lindo… deu para sentir que você sentiu muitas coisas. Que delícia! Seja feliz!

    Resposta
  7. Guilherme Maranhão

    Dani, o texto tá lindo, expressa bem o que aconteceu. A nossa escolha de amigos para celebrar o casório foi ímpar! Nunca imaginei que eles fossem levar isso tudo tão a sério. Putz, o Luish conseguiu usar a palavra rizoma no texto dele!? A Lau foi atrás da história do cabo azul! O que eles falaram ali eu nunca esqueço, como que o você disse também. Te amo, Gui.

    Resposta

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s