37,8ºC

O cansaço foi chegando que nem o sol, aos pouquinhos, lá pelo meio-dia. No meio da tarde, com o sol brilhando, os calafrios deixaram bem claro que aquilo não era apenas algumas horas de sono faltando. Vim pra casa louca para me jogar na cama, pensando que fazia muito tempo que eu não via uma tarde tão bonita. Deu vontade de sair pelo bairro para fotografar. Nem pensar. 37,8ºC. Logo na sexta? Como que eu iria fotografar o casamento da Marina no dia seguinte?

Passei o sábado na cama até a hora de ir para o cabeleireiro, tomando paracetamol a cada 5/6 horas. A febre ficou sob controle e eu aguentei firme até à 1h, cerca de 40min depois que a pista começou a esquentar. Claro que isso só foi possível porque o Gui estava comigo e a festa era pequena – cerca de 150 convidados. Quando me despedi da noiva, sabia que ele daria conta direitinho do que viria pela frente. Ele chegou às 4h e já vi que as fotos estão sensacionais.

Sempre tive medo que um dia eu tivesse que trabalhar assim, mas foi bem melhor  do que eu esperava. Um dos motivos, tenho certeza, é essa tranquilidade de trabalhar com alguém que tem a mesma competência e atenção às pessoas que eu. Fico feliz que a gente tenha tomado a decisão acertada de não nos separamos em duas equipes.

Uma observação sobre a indelicadeza que parece cada vez mais tomar conta do mundo. Nada a ver com a adorável e falante Marina, mas sim com algumas pessoas que trabalham no local da festa. Quando eu comecei a me sentir mal, já depois da meia-noite, decidi sentar-me por alguns minutos na sala do andar superior da casa na qual eu havia passado parte da tarde fotografando a noiva. Uma das madrinhas, que também havia se arrumado no local, subiu logo depois, estava passando mal do estômago. Sentou-se no sofá ao meu lado, diminuímos a luz ambiente, conversamos um pouco – eu com o celular na mão caso o Gui pedisse que eu fosse dar uma ajuda na pista. Eis que entram na sala duas pessoas dizendo “vocês estão passando mal o que vocês tem vocês não podem ficar aqui”. Eu respondi que eu estava com febre, que já havia tomado um remédio e estava esperando que ele fizesse efeito. Enquanto eu me levantava e a Maure se identificava como madrinha, o homem elevou um pouco a voz e foi dizendo coisas que incluiam “segurança, contrato, exclusividade”.  Enquanto pegava  todo meu equipamento (a bolsa estava guardada lá), educadamente sugeri que eles  falassem com a mãe da noiva para que ela pudesse ficar ali e informei que as coisas dela inclusive estavam lá. Desci. Ninguém me perguntou se eu gostaria de um copo d’àgua ou se eu precisava sentar um pouco.

Custa tanto assim ter um pouco de delicadeza com as pessoas? Em nenhum momento eu fui informada de que aquela sala não poderia ser acessada a não ser pelos noivos, Por isso mesmo minha bolsa ficou guardada lá. Se eu não estivesse passando mal, nem teria subido, mas o local era pequeno e eu não gostaria de sentar em meio aos convidados. Fotógrafo não deve chamar atenção, não importa  o motivo. No fim das contas, acho que o que rolou foi a síndrome do segurança, sabe? Quando alguém arruma um pouco de poder e resolve exercê-lo da maneira mais desagradável possível?

Ao ir embora, dei boa-noite ao homem. Ele não respondeu. Ou ele é mal-educado mesmo ou minha voz realmente já tinha ido pro saco.

11 ideias sobre “37,8ºC

  1. Ariane

    é…realmente tem gente que gosta de ser desagradável…mas mesmo assim vc nao deve se importar…quem perde e sempre os ignorantes!!!

    Resposta
    1. Daniela Picoral Autor do post

      Não se preocupe, essas coisas são assim mesmo, a gente vai aprendendo a ter jogo de cintura com algumas pessoas desagradáveis. O que importa é que a festa foi linda! Na sexta já teremos algumas fotos por aqui.

      Resposta
  2. Ana Helena

    Sempre me perguntei o faz o fotógrafo ou o DJ/cantor se acordam doente no dia da festa… Já vi que com vc isso não é um grande problema… aliás, problema maior é o que se encontra pelo frente por aí, né. Realmente, tem que contar até 10 nessas horas!

    Beijos e melhoras!

    Resposta
    1. Daniela Picoral Autor do post

      Ana, ninguém está livre de passar muito mal, de ter que ser hospitalizado, mas precisamos estar preparados caso haja uma emergência. Se um dia eu não puder fotografar, o Gui assume a minha posição e algum dos fotógrafos de nossa rede de colaboradores entra em ação. Espero de verdade que isso nunca aconteça! E eu garanto que se acontecer foi porque não houve mesmo como evitar. Nada de não ir trabalhar porque apareceu uma festinha ou porque resolvemos fazer uma viagem!

      Resposta
  3. rearaujo

    Daniela, vou começar um curso de fotografia em 28 de novembro. Se um dia conseguir fazer uma fotinho que seja de maneira tão incrível como a sua, já vou estar MEGA feliz! Você é uma super referência para mim! Parabéns e espero que nunca mais passe mal em dia de casório, imagino a angústia! Beijão!Renata.

    Resposta
    1. Daniela Picoral Autor do post

      Renata, obrigada! Espero que você curta bastante o seu curso. Lembre-se, a prática é o caminho para a perfeição (que a gente nunca alcança mas segue sempre buscando). Boas fotos!

      Resposta
  4. Maure

    Dani querida,
    Aquele cara foi o fim da picada! Nós duas passando mal, não sei quem estava pior e ele super grosseiro!
    Ainda bem que a energia da festa nos compensou!
    As fotos ficaram lindas!
    Beijos, Maure

    Resposta
  5. Marina

    Dani querida,
    fiquei muito triste de saber do ocorrido! Cheguei de viagem, vi as fotos lindíssimas no blog, procurei por um comentário seu e encontrei este! Sinto muito! Isso não poderia ter acontecido! O local é realmente muito bonito mas a organização deixou a desejar em vários pontos. Vc acompanhou tudo. Mas falta de educação pra mim é inadmissível!
    De qualquer forma, muito obrigada por ter me deixado tão a vontade no período que antecedeu a minha descida! Muito obrigada por registrar momentos que pra gente foram tão especiais! Vocês são maravilhosos!
    um beijo grande

    Resposta
    1. Daniela Picoral Autor do post

      Marina, foi um grande prazer fotografar a festa de vocês! Fico feliz que eu tenha conseguido te deixar à vontade em meio ao nervosismo!

      Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s