É sempre gostoso rever um trabalho depois de alguns meses; a memória está mais apegada aos trabalhos mais recentes e a gente acaba se surpreendendo com fotografias das quais não nos lembrávamos mais. A segunda edição é sempre diferente da primeira — que costuma ser a que mostro aqui no blog — e cada edição seguinte também teria alguma escolha distinta. É por isso que eu digo que em algum momento temos que parar de escolher e aceitar a escolha feita e finalizar o álbum.

Foi olhando um trabalho de abril que reencontrei esta linda foto das alianças. A maior parte das vezes é o Gui que as fotografa. Esta é dele e me faz querer fazer melhor da próxima vez porque, sim, eu fico com inveja das fotos matadoras que ele faz. Sorte a nossa que é assim.

Uma ideia sobre “

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s