bv

Se você é leitora da Capricho e chegou aqui pelo google, não, este não é um post sobre quem é BV ou sobre como beijar pela primeira vez!

(para quem não faz idéia do que eu estou falando, no mundo teen, BV quer dizer “boca virgem”!)

Há um certo tempo que tenho vontade de tocar em alguns temas espinhosos, mas sempre acabo desistindo com medo de ser mal compreendida, mas esta semana eu recebi um email que me fez pensar melhor. O email era de uma assessoria de Santos, solicitava um orçamento para um casamento no ano que vem, dava todas as informações necessárias mas terminava perguntando se já estaria incluso no valor do orçamento o BV para a empresa.

O que é esse tal BV? Há quem diga que essa é a sigla para “bônus de venda”, ” boa vontade” ou “bônus sobre volume” (no caso da remuneração de agências de publicidade). No nosso caso é um valor que as assessorias cobrariam para indicar o nosso trabalho. Cada vez menos eu ouço solicitações desse tipo, o que me leva a crer que o mercado está cada vez mais profissional.

Acompanhe meu raciocínio: quando você contrata uma assessoria para ajudar na organização do casamento, você espera que essa pessoa a ajude a contratar os melhores profissionais, a ler os contratos (pode acreditar, tem muita empresa por aí com contratos que só são bons para uma das partes), a manter a planilha de custos sob controle, ou seja, alguém de confiança que está indicando os profissionais porque são bons e combinam com sua festa. Claro que esse serviço não sai de graça, tem um custo que não tem como ser muito barato (a verdade é que não faço idéia de quanto custa a assessoria, mas o santo sempre desconfia quando a esmola é muita, né?) e é a assessoria que vai cuidar dos detalhes do dia (quanto maior a festa, maior quantidade de coisas para tomar conta). Acredito que a maioria das assessorias tenha uma tabela de preços em função do tipo de serviço prestado e imagino que não haveria problema algum que o combinado fosse uma porcentagem de cada contrato fechado. Veja bem, eu disse combinado. Não é o que, infelizmente, a gente ainda vê acontecer. O email que eu recebi perguntava se o pagamento para a assessoria estaria incluído no orçamento que seria entregue aos noivos. Imagino que essa assessoria tenha um preço ótimo, mas aí cada fornecedor acrescenta 10% no orçamento… o que era pra ser um ótimo negócio para os noivos acaba sendo o pior de todos, todos os fornecedores mais caros! Sem eles saberem, é claro.

Há muito tempo tive essa conversa com o Gui. Eu estava começando e uma assessora que eu conhecera no casamento de uma amiga me pediu um orçamento e veio com esse papo de BV. Eu me senti muito mal, não sabia direito o que dizer, fiquei com medo de falar que eu não trabalhava assim e não conseguir mais trabalho porque nenhuma assessoria me indicaria (sabe o “será que é assim que todo mundo faz?”). A pergunta que ele me fez foi “em que você acredita?”. Eu respondi que acredito em transparência e que esse comportamento não me parecia ético. Escrevi um email educado dizendo para a assessoria que eu não trabalhava assim , que eu não podia entregar para uma noiva um orçamento mais caro só por causa da indicação. Eles nunca mais me procuraram, nos encontramos outra vez em um casamento (eles cuidavam da assessoria somente do dia) e, creio que não por acaso, essa noiva me disse que não estava satisfeita com os serviços prestados (mesma coisa que minha amiga havia dito um ano antes). Nunca mais ouvi falar deles.

Foi-se o tempo em determinados profissionais eram os donos de toda informação. As assessorias continuam sendo  superimportantes, uma ajuda preciosa para realizar todas aquelas maravilhosas idéias para uma festa de sonho, mas hoje as noivas precisam apenas de um computador ou smartphone para navegar por aí e descobrir o trabalho de fotógrafos, decoradores, doceiras, cabeleireiros… Fico triste ao pensar que foi assim que a Patrícia descobriu meu trabalho mas que a assessoria provavelmente vá dizer que eu não estou disponível na data dela.

—-

Nada mais justo do que mencionar profissionais excelentes que não querem saber de BV:

Bebeta Schiavini

Cheers

Coordinare

Daniela Macek

Festivitá

Happiness

Marina Bandeira

Marriages

Rossana Lamb

Quem eu esqueci de mencionar, ou quem eu ainda não tive a chance de conhecer, por favor, deixe um comentário que eu acrescento na lista.

Atualização: Aos poucos mais nomes vão sendo indicados para a lista acima…

Boutique de 3

Viki Albuquerque

MS Eventos Especiais

48 ideias sobre “bv

  1. Camilla Antunes

    Perfeito Dani! Compromisso, lealdade e honestidade são essenciais em qualquer relação profissional Parabéns pela coragem de abordar um assunto tão delicado.
    Bjs!

    Resposta
  2. maxnogueira

    Parabéns Daniela

    Excelente texto e depoimento. Vem de encontro com a necessidade de transparencia no mercado de trabalho. Muitas vezes deixamos de conhecer e receber o melhor trabalho por conta da ganancia e falta de profissionalismo alheio.

    Muito bom. Parabéns!

    Resposta
  3. Julia Pessoa

    Oi Daniela,

    Acho muito importante tocar nesse assunto, sabe. Sou assessora, começando na área, e não me sinto confortável com esse negócio de BV. A relação entre noiva/assessora tem q ser de confiança e respeito, é como um relacionamento que, muitas vezes, dura mais de um ano. Isso quando a noiva e a assessora não se tornam amigonas, o q é super comum tb!
    Daí eu não tenho nenhuma cara de pau de pedir BV pros meus fornecedores. Os que me oferecem eu peço em forma de desconto ou vantagem pras noivas indicadas por mim. E estou feliz assim.

    Bjs!

    Resposta
  4. Juliana Ferreira

    Daniela, post perfeito!!
    Só acrescento que quando a assessoria trabalha desse jeito, ela perde a credibilidade, pois deixa de indicar profissionais de alta qualidade, para indicar os que se sujeitam ao BV. (profissional bom não precisa de BV para se firmar no mercado)
    Sendo assim, elas acabam se queimando no final, pois os seus indicados nem sempre são de qualidade, e é o nome delas que está junto com essa indicação.
    Infelizmente, a ganância tem estado à frente da busca da qualidade dos serviços.
    Mas como você mesma disse, há pessoas honestas, que não cobram BV.
    Parabéns pela coragem de escrever sobre esse assunto!
    BJus

    Resposta
  5. Evolution Wedding

    Excelente post! Sou novo no mercado em Belo Horizonte e passei por essa situação diversas vezes, acreditem. Bom saber que não estamos só na maneira de pensar. Ufa! :). (Belo trabalho o seu, parabéns!)

    Resposta
  6. Diego Briganti

    Parabéns Dani!!!

    Temos que colocar o BV transparente ao cliente.

    Existe um espaço de evento que proibi a DB2 Produção de prestar serviço pois coloco em nosso orçamento que existe um taxa.

    Realmente o medo aumento sobre o mercado fechar por conta de dizer isto..

    Posso dizer que depois de 10 anos lutando por isto, conseguimos mercado e acredito que todas assesoras e espaços sabem que a DB2 dá descontos por indicações por assessores e espaço, mas pode pagar o BV, mas neste caso tem que ficar claro ao nosso cliente o que ele está pagando, mas não pagamos BV sem o cliente saber.

    Transparencia e honestidade é tudo.

    Viva a vida e as festas!!

    Bacionis e parabéns!

    Resposta
  7. Elisa Tavares Bueno

    Daniela são profissionais como vc que precisamos no mercado! Nao nos conhecemos mas sou uma das sócias da Boutique de 3 e também nao cobramos o tal BV!! As vezes temos clientes que acham nossos preços alto, mas garanto que existe assessorias que ganham mais sem transparecer para noiva!

    Resposta
    1. Daniela Picoral Autor do post

      Elisa, é isso mesmo, a noiva acha que está economizando contratando um serviço mais barato e na verdade está pagando mais caro em tudo!

      Resposta
  8. Paty Vilela

    Certíssima!!!!!!!!!!!!! Ainda hoje recebo alguns orçamentos com essa pergunta, acredita?? Não pago e não ofereço BV. Fala sério!!!
    Ainda bem que, normalmente, trabalhamos com bons profissionais, né? Agora, só falta acabar com o “livrinho” das Igrejas…

    bjks

    Resposta
      1. Carla do Brasil

        Sabe que foi por causa desse livrinho que eu e o Leandro escolhemos casar no espaço, e não na Igreja (que é linda linda linda)?

        A ingênua da roça que vos fala achava que os livrinhos eram os profissionais que não detonavam a igreja. Quando uma fornecedora comentou que rolava um dinheiro alto nessas indicações eu fiquei chocada. Porque a Igreja não é de graça, né? Enfim… a gente pode sempre fazer escolhas. Que bom =)

        Resposta
  9. Márcio

    Parabéns pelo texto!
    Felizmente o mercado vem mudando para melhor, juntamente com melhores profissionais que divulagam suas idéias.
    Como nossa amiga Paty citou acima precisamos ensinar esta ‘missa’ nas igrejas, rs… o ‚Äúlivrinho‚Äù das Igrejas,

    Bjs

    Resposta
  10. Lizie Chermann

    Oi Dani!!!! Adoramos!!!! Vc poderia só acrescentar no nome da nossa empresa a palavra ESPECIAIS que faz parte rs

    obrigada e bjs

    Resposta
  11. Lígia

    Oi Daniela !
    Realmente…post sincero e direto ao ponto.
    Sou de Jundiai. Deixei de contratar uma cerimonialista super indicada da minha cidade porque sei que ela cobra BV.
    Descobri por uma amiga que cancelou o contrato com ela ao saber disso.
    Fui buscar uma cerimonial em Campinas, mas me sinto mais segura de que nao estão agindo nas minhas “costas”.
    Bjoca

    Resposta
  12. Michele

    Estou muito chocada com a coincidência! Recebi um email sobre isso ontem e nem respondi por que não sabia o que era…
    Não sabia que na área de eventos tb tinha isso!!! Oh, inocência de principiante! É a mesma coisa do RT (reserva técnica) que as lojas de decoração oferecem para arquitetos e designers de interiores.
    Só que quem paga é o cliente, né? Acho esquisito…

    Bjs

    Resposta
    1. Michele

      E no caso da RT, se o profissional disser que não quer receber a loja repassa o desconto para o cliente. E o BV, é repassado para o cliente se o profissional disser que não quer?

      Bjs

      Resposta
  13. Jamila

    Dani,

    Parabéns pelo post, é de expressões assim que o mercado precisa para de algum forma formamos um classe muito mais profissional e honesta.

    Beijos

    Jamila

    Resposta
  14. ERica Nakamura

    Dani!
    Eu sou a proprietária da Casamento e Detalhes!
    Adorei seu post e concordo com tudo o que vc disse.
    Naõ teria coragem de cobrar BV, uma vez que os noivos me contratam para diminuir o custo deles.
    Eu cobro pelo meu trabalho. Um valor fixo pelo que desenvolvo.
    Bjs

    Resposta
  15. Ale Loureiro

    OI Dani

    Parabéns pelo post. Sou assessora há alguns anos, e no inicio até trabalhava com BV, esta é uma característica do mercado corporativo, e como vim dele tinha esse costume. Hoje que já estou firmada no mercado não peço mais BV, e quando sei que os parceiros prevêem isso reverto em desconto pros clientes. Acho importante essa consciência, principalmente por parte dos noivos. Ninguém trabalha de graça e assessora que cobra muito barato com certeza esta ganhando por fora.
    É mais fácil ao invés de BV você cobrar uma porcentagem em cima de todos os serviços, como alguns assessores fazem. Fica transparente e ninguém é enganado.
    O importante é tudo ser feito as claras.
    Faço parte do CAES – Clube de Assessores de Eventos Sociais (www.clubedeassessores.com.br), e uma de nossas regras é não cobrar BV.
    Como disse nossa amiga acima, só falta acabar com a máfia das igrejas.
    Bjs

    Alê Loureiro
    Alê Loureiro Assessoria & Cerimonial (www.aleloureiro.com.br)

    Resposta
  16. Daniela F.

    Mas o engraçado é que agora ninguém cobra, rs !! Óbvio que ninguém vai assumir que existe essa prática !!!! O que achei mais legal do seu post foi a parte: …hoje as noivas precisam apenas de um computador ou smartphone para navegar por aí e descobrir o trabalho de fotógrafos, decoradores, doceiras, cabeleireiros…às vezes é bem melhor contar com a internet!!!

    Resposta
  17. Jane

    Infelizmente, o trabalho da assessoria não é reconhecido como deveria. Fazer assessoria não é fácil, demanda conhecimento, tempo e empenho. Resultado: pessoas querendo levar vantagem de todos os lados. São “Assessoras” com posturas questionáveis e diversos profissionais se valendo disso de alguma forma.
    Não recebo BV! Quando me oferecem peço para que reverta o valor em benefício do casal. E é exatamente por isso que não posso cobrar “precinho”. Afinal, vivo do meu trabalho!
    Preços de assessoria abaixo da média do mercado, ou a qualidade não é confiável, ou a “Assessora” está ganhando o que acha justo de maneira indireta… pensem nisso!
    Porém, a prática do BV não se restringe somente a algumas assessorias. Muitos são os espaços, buffet’s e igrejas que proibem profissionais que não estão em sua relação de indicação trabalhem no local. Por será?

    Resposta
  18. Andreza Novais

    Sou assessora de eventos e também presidente do CAES (clube de assessores), decidimos após algumas conversas que não trabalhariamos com BV.
    Acredito que o maior problema da prática do BV é a falta de transparência com o cliente (e isso sim é anti ético). Se o assessor deseja trabalhar dessa forma deve deixar isso muito claro para o cliente antes mesmo de fechar o contrato (existem clientes que aceitam a prática do BV numa boa, mas é óbvio que são poucos).
    Realmente hoje a internet facilita a busca por profissionais, mas fazer a triagem daquele que atende ao seu perfil, buscar referências e conhecer o trabalho para garantir uma contratação segura demanda tempo e dinheiro, e essa é a função do assessor a de facilitar tudo isso, afinal ele já conhece o caminho das pedras.
    Daniela F. a questão não é que agora ninguém cobra, mas sim que apenas os que não cobram tiveram coragem de responder a esse post…rs

    Resposta
  19. Amanda

    Ola,
    Texto mto bonito,mais você esquece de mencionar que no ramo de eventos para tudo se paga.Acho engraçado você querer falar somente de assessoria,se a maioria dos espaços de eventos ,igrejas dentre outras coisas também COBRAM TAXA para profissionais do seu RAMO!!!!
    É mto facil falar sobre algo que você também tem que pagar, ou você não esta acostumada a trabalhar em locais de extrema qualidade, de nivel social bem alto..pelo visto você tem feito festas bem simples!!!!
    Acho mto feio você escrever o nome de empresas e querer denigrir a imagem de outras, cada um trabalha de um jeito, se você não ta feliz, muda de ramo, ou então de país!!! AFINAL AQUI É BRASIL,terra dos negocios,terra aonde se ganha dinheiro,não acho nenhum pouco desonesto pedir a bonificação,creio que se não fosse o conhecimento de uma assessora,e por ter mil profissionais no mercado neste mesmo ramo,somente um google iria te trazer clientes !!!! Enfim…

    Resposta
    1. Daniela Picoral Autor do post

      Amanda, eu não pago nenhuma taxa para ninguém por indicação. É minha opção de ética de trabalho. Acredito que o mais importante de tudo é a transparência, não acho errado a remuneração da assessoria ser por porcentagem das despesas, mas creio que o cliente deve saber pelo que está pagando. A questão das igrejas é outra e merece um post próprio, mas também não pago. Dentro da minha opção por transparência, acordo com os noivos que eles devem arcar com essas taxas caso elas existam. Já em relação aos locais de festas, jamais me cobraram qualquer tipo de taxa para que eu pudesse trabalhar. Fotografo todo tipo de festa – simples, complexas, diurnas, noturnas – e tenho muito orgulho de estar com a agenda cheia – indicada por clientes, amigos, assessoras, colegas e o santo google!

      Resposta
  20. Kátia

    Olá Dani, parabéns pelo post, é bom ler e ouvir a opinião das pessoas sobre o tabú que é o BV, já recebi algumas propostas para o recebimento do mesmo, mas pedi para que dessem em desconto para os noivos. Ter a certeza de que estou ajudando os noivos a fazerem o melhor negócio me deixa feliz e satisfeita. Além do mais as noivas não são bobas, não é dificil descobrir qual o real valor cobrado pelo fornecedor. Como várias colegas já disseram acima, a transparência no nosso trabalho é fundamental. Não é a toa que sempre sou procurada por noivas que chegam indicadas por outras noivas com quem ja trabalhei e tiveram a certeza de ter feito bons negócios junto comigo.

    Tudo Perfeito Assessoria e Cerimonial

    Resposta
    1. Daniela Picoral Autor do post

      Que coisa, eu não tinha me dado conta que o BV nem sempre é uma exigência de quem indica mas também é oferecido por alguns profissionais. Você tem razão, as noivas não são nem um pouco bobas!

      Resposta
  21. Adriana Perez

    Adorei. Muito claro e correto.
    Sou assessora e não trabalho com BV.
    Cada profissional que cobre pelo seu próprio serviço, e negocie da melhor forma com os noivos.
    Um beijo.

    Resposta
  22. Paris Assessoria

    Muito boa a iniciativa! Uma das funções da assessoria deve ser também obter as melhores negociações possíveis para seus clientes.
    Bom saber que muitas colegas pensam assim também.
    Beijos

    Resposta
  23. Rossana Lamb

    PALMAS, PALMAS, PALMAS, PRA TI, DANI!
    Não por seres gaucha que nem eu, nem por teres mencionado meu nome… rsrssr
    Mas pela clareza com que passaste as ideias de assunto tão “espinhoso”, como chamaste.
    Se fizermos o nosso trabalho de divulgar esta prática no mercado, nossas queridas clientes poderão contratar com conhecimento de causa!

    Resposta
  24. Lu Lima

    Ótimo seu post! É preferivel perder o fornecedor e ter a confiança do cliente!
    Pode me colocar nessa lista, por favor!
    Projeto Festa Eventos e Interiores.

    Resposta
  25. Berto Franco

    Cara Amanda,
    Sinto mas tenho que discordar da maneira como você estrutura o seu discurso. Nosso país é um país livre, onde as pessoas podem decidir como vão ganhar o seu dinheiro. Além disso temos leis também, que devem ser obedecidas para o bem comum.
    No Código Penal Brasileiro o artigo 299 trata de um tipo de fraude.
    A falsidade ideológica é um tipo de fraude criminosa que consiste na adulteração de documento, público ou particular, com o fito de obter vantagem – para si ou para outrem – ou mesmo para prejudicar terceiro.
    Se essa “bonificação” a que você se refere não for parte do contratos entre as partes, ela é crime. Se a assessora assina um contrato com noivos e aceita um BV sem o seu conhecimento, ela está sujeita a reclusão de 1 a 3 anos.
    Tenha um bom dia!

    Resposta
  26. Elvis Campello

    Há uns 5 anos, me ocorreu um caso curioso: Ao terminar uma prestação de Serviço de Bartender, recebo um cheque que me surpreendeu pelo valor, que era acima do que eu havia cobrado para a noiva. Percebi o embaraço e constrangimento da pessoa que me indicou (que não era uma assessora, e sim o DJ do evento), quando percebeu que eu descobri que ele havia cobrado uma valor a mais sobre o meu serviço. Sem questioná-lo, lhe entreguei o cheque e pedi para que ele me repassasse o exato valor que eu havia cobrado, assim que o cheque fosse compensado em sua conta. Ele tentou se explicar (o que para mim, não era necessário), e encerramos o assunto por aí.
    Quando monto um orçamento, já estão inclusos nele todos os meu custos diretos e indiretos, e, obviamente, meu lucro. Não incluo em meus orçamentos e nem ofereço BV a ninguém, mesmo sabendo que “perco” alguns trabalhos por conta disso, e sei que, quando sou “terceirizado”ou “quarteirizado”, cobram “algum” em cima do meu trabalho.
    Sei que é meio utópico, mas alguns contratantes precisam descobrir a diferença entre “preço”e “valor”, que acreditem, são coisas beeem diferentes.
    Uma assessora que entende bem essa diferença é a ” competentíssima” Jane Alves, e sempre que minha empresa trabalha com ela, as relações são pautadas em transparência e profissionalismo, o que resulta em satisfação para os noivos, convidados, assessora e parceiros, como elos em uma corente.
    Grande abraço à todos.

    Resposta
  27. Bebeta Schiavini

    Parabéns Dani pela coragem, iniciativa e transparência!
    Infelizmente hoje em dia a honestidade virou virtude e não obrigação. Não pratico e nunca pratiquei (todos os fornecedores que já trabalharam comigo sabem disso) o “BV”, pelo contrário, sempre fiz e faço parcerias com os fornecedores para almejar desconto revertidos ao cliente!!! Essa é minha política.
    E como o Gui disse, é o que eu também acredito!
    Um beijo.
    Bebeta Schiavini

    Resposta
  28. Christiane

    Olá! Sou noiva, ao contrário da grande maioria que postou, que trabalha com casamento, e vivi uma situação recentemente que me deixou bastante chateada… acredito que agora ficou bastante clara para mim…
    Contratei uma empresa para fazer a assessoria do meu casamento. Tínhamos quase fechado o espaço quando recebi o orçamento deles (via assessoria).
    O problema é que, como já estava demorando mais de dois meses para encontrar e fechar o maldito espaço, comecei a pesquisar os espaços em SP e pedir orçamento dos que mais me interessavam por conta própria. Acontece que o espaço escolhido tinha sido uma indicação minha e eu já tinha o orçamento deles – o que precisava era negociar data, cardápio e o valor da cardápio com as alterações. Fiquei em estado de choque quando recebi o e-mail da assessoria informando os valores.
    O espaço estava 1000 reais mais caro. O cardápio 11 reais mais caro por pessoa e as alterações eram, digamos, de fábrica. Eu já tinha visto tudo aquilo e elas ainda tiveram a cara de pau de dizer, após duas semanas da decisão, JÁ estavam negociando… Só se for negociando para encarecer… Rescindimos o contrato e não quero mais ver esse povo na minha frente… foi uma decepção muito grande. Estavam tentando me enganar na maior cara de pau. A sorte é que eu resolvi buscar as informações antes delas… Fiquei indignada à época… mas acho que eu não fui a única a ser enganada.

    Resposta
    1. Daniela Picoral Autor do post

      Christiane, obrigada por compartilhar com a gente a sua difícil experiência. É isso mesmo que eu sempre imaginei que podia acontecer e é esse tipo de coisa que faz muitas noivas acreditarem que os profissionais que trabalham nos casamentos são todos uns exploradores, o que não é verdade.

      Resposta
  29. Leticia Toledo

    Encontrei este post por acaso e gostaria de dizer que concordo plenamente com sua opinião. Tenho uma empresa de assessoria no interior de São Paulo e a maioria das minhas concorrentes cobra o maldito BV. Por opção moral, resolvi não receber estes BVs e muitos fornecedores acharam até “engraçado”. É uma sacanagem com o casal de noivos fazer isso, na verdade, uma traição. Um dos atrativos do nosso trabalho é facilitar negociações e conseguir um preço melhor para eles. Isso me parece um tanto contraditório, certo? Além disso, muitos fornecedores reduzem absurdamente seu lucro para pagar essas assessorias, pois sabem que dependendo do preço cobrado, perderão o serviço. Indico as pessoas que conheço e que sei da qualidade do trabalho. Quem quiser retribuir, que indique meus serviços para seus outros clientes. É justo, não?

    Resposta
  30. Néia

    Parabéns Dani, ótimo post, tenho uma banda e trabalho exclusivamente com música para casamento, já deixei de fechar muitos negócios por conta de não pagar BV.
    É triste, mas essa prática é muito comum na região de Campinas, chega a ser tentador pra quem está começando, pois normalmente quem concorda em pagar BV para cerimonial e tem um trabalho de qualidade acaba pegando um atalho e lotando a agenda, porém acho isso desleal, e como já tenho muito tempo de mercado não preciso me sujeitar a tal prática, mas muita gente que está começando faz sim, uma dica para os noivos que estão lendo esse post é o seguinte:
    Tenha um e-mail alternativo, assim que o cerimonial te indicar um profissional X espere uns 3 ou 4 dias e faça uma cotação com ele pra uma outra data dentro do mesmo mês ou próximo sem que ele saiba que foi você, aí confronte o preço com o passado pelo cerimonial, faz pra ver…vc pode ter uma grande surpresa!!!
    Abraço!

    Resposta
  31. Ligia

    Sou assessora e não cobro BV, mas não acho errado assim como o arquiteto ganha RT, não cobro BV por opção. Acho que devemos ser sinceros com o cliente e explicar a forma que você ganhará pelos os seus serviços. O que eu acho errado é o fornecedor cobrar esse BV do cliente, isso deve sair do lucro do fornecedor, senão não faz sentido. é importante que o fornecedor converse com o assessor para estabelecer a forma de parceria. Quando um fornecedor me oferece BV eu solicito que seja revertido em desconto para o meu cliente.
    Não devemos julgar quem cobra pois é uma prática comum no mercado, o mais importante é sermos sinceros com nossos clientes e principalmente que este BV não seja cobrado do cliente.
    Bjos
    Ligia

    Resposta
  32. fabioborgatto (@fabioborgatto)

    Parabéns Dani, gostei da forma como abordou.

    É um primeiro passo esse post, mas mesmo assim encontramos muitos profissionais que não cobram BV mas o fazem de forma muito, mas muito mais discreta, o que ao meu ver dá no mesmo.

    Nos resta continuar trabalhando bem, e evitar cair nas armadilhas do BV.

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s