valentina

É da minha natureza: de tempos em tempos fico inquieta, perco o sono, tenho muitas ideias e começo a buscar coisas novas para fazer. Muitas das ideias que tenho nunca saem do papel (às vezes não saem nem da minha cabeça!), outras viram projetos de vida que vou realizando aos pouquinhos. Quando fiquei grávida do Felipe, abandonei um projeto recém formatado — 2 meses de estudos da França seguidos por dois meses de viagem na Ásia — para me dedicar ao projeto mais intenso que existe na vida, que é criar um filho. Não fiquei nem um pouco triste de abandonar essa viagem, fiquei muito feliz e com aquele ligeiro pânico de quem não faz ideia de como a vida vai ser depois que o filhote nascer. Passado o frio na barriga inicial, o que aconteceu foi uma enxurrada de novas vontades e sonhos e, claro, novas ideias.

Muitas ideias levam tempo para amadurecer e se mostrar por inteiro. Minha gravidez foi muito tranquila em termos de saúde e muito agitada no que diz respeito ao trabalho. Fotografei casamentos até 20 dias antes do Felipe nascer e planejei muitas coisas que não deu tempo de fazer.

Uma das coisas que surgiram nessa época foi a vontade de voltar a fotografar para mim. Ao mesmo tempo, comecei a pensar que eu gostaria de realizar um trabalho que fosse sobre a maternidade. Eu não tinha bem claro o que eu iria fazer mas resolvi que começaria a fotografar amigas com seus filhos. Fiz uma lista. O tempo foi passando e eu não conseguia tocar esse projeto, minha barriga cada vez maior….

Daí liguei pra Giuliana, mãe da Valentina. Expliquei que eu queria fazer algumas fotos para um projeto (não consegui explicar o projeto porque eu ainda não fazia ideia direito do que eu queria fazer) e marcamos um dia pela manhã. Acordei, dia lindo e eu exausta… Faltava menos de 2 meses para o Felipe nascer, minha barriga estava enorme e eu pensei em cancelar. Pensei de novo e fui.

Foi uma manhã deliciosa. Valentina estava com 9 meses e não parava quieta, Eu, pesada, tinha a sensação que de que não consegui acompanhá-la e achava que não estava fazendo um foto que prestasse, mas a conversa com a Giu estava tão gostosa, tão esclarecedora, que foi, com certeza, uma das melhores manhãs de 2011. Até então eu tinha conversado bem pouco com outras mães e eu estava me dando conta da quantidade de dúvidas que povoavam a minha cabeça!

Quando fui embora, disse para Giu que um dia eu entregaria as fotos, mas que ia demorar bastante. Levou 9 meses. Só agora, Felipe com 7 meses, o trabalho do estúdio em dia, pude voltar a esse material. Foi um reencontro feliz. Descobri qual é o caminho que quero seguir com esse projeto e renovei a minha fé no poder da fotografia em evocar memórias.

E não é uma coisa muito fofa essa menininha?

A Giu continua ajudando as mães de primeira viagem, agora escreve um blog cheio de dicas ótimas, o Chá de Bergamota. E eu pretendo continuar presenteando os amigos com fotografias dos seus pequenos.

7 ideias sobre “valentina

  1. Chá de Bergamota

    Dani… Que coisa linda! Obrigada, querida. Obrigada por registrar momentos tão importantes da minha vida (a Dani fotografou meu casório, pessoal). Aquela foi uma manhã muito deliciosa mesmo.
    Beijo muito, muito grande,
    Giu

    Resposta
    1. Daniela Picoral Autor do post

      Giu, eu que agradeço a oportunidade de participar de momentos tão importantes! Espero que a gente continue a ter muitas conversas!

      Resposta
  2. Pingback: Álbum de família: a minha vida registrada pelas amigas | CHÁ DE BERGAMOTA

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s