Arquivo da tag: Celso Kamura

fernanda + edgard • contemporâneo

Sabe aquela história de que a gente nunca sabe o que pode acontecer ou quem pode encontrar quando sai de casa? Pois é, com eles foi bem assim. Se conheceram em uma fila para comprar ingressos para um show; ele comprou o último, ela ficou sem. A história deles poderia ter acabado aí, não fosse uma amiga altruísta doar seu ingresso para a amiga que tanto queria ir ao tal show. Essa amiga estava trabalhando para o Cupido e nem sabia… Encontraram-se por acaso (ou por destino), deram risada pela história do último ingresso e alguma coisa aconteceu ali. Oito anos se passaram até o dia do casamento e tenho certeza que o encantamento entre esses dois ainda é o mesmo.

01-IMG_9894 04-IMG_3702 vestido de noiva Maison Kas vestido de noiva Maison Kas vestido de noiva Maison Kas 06-IMG_0285 casamento judaico Contemporâneo casamento judaico Contemporâneo 20-IMG_0419 casamento judaico Contemporâneo 11-IMG_2027 12-IMG_0513 13-IMG_7865 14-IMG_7942 casamento judaico Contemporâneo 26-IMG_1310 25-IMG_2423 16-IMG_0742 17-IMG_0763 18-IMG_0842 19-IMG_0938 22-IMG_0994 23-DSC_4677 24-IMG_2372 casamento Contemporâneo Fernando Rios ©Daniela Picoral 28-IMG_2501 casamento Contemporâneo Daniela Picoral 29-IMG_2506 casamento Contemporâneo ©Daniela Picoral 34-IMG_2660

• vestido Maison Kas, cabelo e maquiagem C.Kamura, festa no Contemporâneo com show sensacional do Fernando Rios.

marcela + luciano

Eu acredito que o casamento tem que ser do jeito que a gente sonha e que não podemos dar ouvimos à turma do “tem que”.  A Marcela fez assim, tudo do jeito que ela queria. E daí que sua cor preferida é preto? Madrinhas todas de preto! Ficou lindo! A festa no Leopolldo foi lindamente decorada pelo Estúdio de Produções e os convidados capricharam no black tie. Tudo chiquérrimo e animadíssimo.

• o vestido da noiva é Vera Wang, quem cuidou do cabelo foi Celso Kamura.

natália + eduardo

Aquele nome sempre a incomodou um pouco, onde já se viu ter um Cristina depois de Natália? Entre risos, explicou que um dia fez sentido: fora batizada Natália Cristina porque estava destinada a se casar com um mexicano chamado Eduardo Javier.

Pode ser mais perfeito?

Eles se conheceram em uma viagem de trabalho: Natália acompanhou o pai aos Estados Unidos para ajudá-lo no inglês e pouco tempo depois o mexicano Eduardo já estava no Brasil deixando claro que o negócio era namorar sério. O namoro durou pouco, virou noivado em 5 meses e após pouco mais de um ano de preparativos, chegou a data do casamento. A cerimônia na Capela da PUC misturou tradições brasileiras e mexicanas: padrinhos no altar — coisa tipicamente brasileira e uma grande honra na visão de Eduardo — e uma tradição mexicana muito delicada — no momento da benção final, um casal de padrinhos envolve os noivos em um grande rosário. Na festa, caipirinha e tequila. Comum a qualquer cultura, um noivo nervoso esperando a noiva no altar, boa comida, música para dançar e gente feliz. El amor no conoce fronteras.

• cerimônia na Capela da PUC, festa no Contemporâneo, cabelo e maquiagem Celso Kamura, vestido Vera Wang. Um muito obrigada à Fabíola e a equipe da Happiness que cuidaram para que a festa fosse perfeita.