Arquivo da tag: dança

stephanie + paulo

Fotografar o casamento desse adorável casal foi a melhor maneira de começar o ano! Eu já sabia que o quão simpáticos e atenciosos eles são mas não fazia idéia do quão emocionante seria participar desse dia. Não tem jeito de explicar isso melhor, sei lá, algumas pessoas tem essa capacidade de nos tocar e emocionar. Talvez seja a maneira como eles se abriram para mim, essa total liberdade que o fotógrafo ganha quando as pessoas confiam no que você está fazendo e não tem medo de deixar à mostra os sentimentos. Desde a primeira conversa eu percebi o quanto esse dois se gostam e como esse sentimento transborda quando eles se falam e se olham. A Stephanie é a gringa mais brasileira que eu já conheci! Foi muito gostosa e tranquila a tarde dos preparativos. Ela passou a tarde no Hyatt com a irmã, a mãe e a avó e fez questão de brindar com todo mundo, cabeleireiras, maquiadoras, fotógrafa e cinegrafista (eu não recusei, recusar um brinde assim em privado é desrespeito e tomar um golinho de champagne não faz mal a ninguém). Ela estava um pouquinho nervosa, mas foi tudo tão tranquilo que eu até estranhei. Se as noivas brasileiras fossem assim, bem organizadas e pontuais! (ó eu na campanha não atrase peloamordedeus!). Deu tempo de fotografar com calma, só eu e ela no quarto. Diz se o retrato não ficou lindo, um quê de Audrey Hepburn naquele tomara-que-caia com coque? Quando cheguei no Gardens, Paulo me recepcionou calorosamente. Fez questão de me apresentar para o pai da noiva, que ficou feliz de saber que havia mais algumas pessoas fluentes em inglês. A decoração estava linda e cerimônia foi emocionante. Eu fiquei especialmente emocionada quando vi as fotos do ensaio que fizemos em dezembro no telão, ficou lindo! A balada foi longe e a batucada fez todo mundo ter samba no pé – gringo ou brasileiro.

thais + lucas

Eu estava no carro com a Thais e sua irmã Melissa, indo do cabeleireiro para o Estação São Paulo conversando sobre como comecei a fotografar casamentos e eu comecei a contar histórias de casamentos passados. Cada um tem uma história especial, não importa que os rituais sejam os mesmos. Thais foi uma noiva tranquila e delicada, feliz e pontual (adoro o adjetivo pontual!). Não se abalou nem quando descobriu que sua estilista havia esquecido de bordar o nome das amigas solteiras na barra do vestido, simplesmente pegou durex, caneta e se pôs a escrever. Foi fazendo a sua história… História de 6 anos de namoro, muito bem contada durante a cerimônia. Lucas parecia tranquilo, assim meio de longe, mas de perto dá pra saber que ele chorava enquanto ela descia o corredor de braço dado com o pai e depois com pai e mãe. Despedaçou o copo na primeira pisada, mas mesmo assim achou melhor pisar mais uma vez para confirmar… mazel tov!

• a noiva se arrumou no RW Persil. Esqueci o nome da estilista, depois eu conto… Cerimônia e festa foram no Estação São Paulo.
• para os fotógrafos que vem aqui: alguém consegue me dizer quais fotos foram inpiradas por Edward Steichen e Irving Penn?

meire + eder

A Meire é dessas pessoas que passam a sensação de terem uma energia infindável, do tipo que fala, dá risada, atende o telefone e conversa com você, tudoaomesmotempoagora. E sempre de bom-humor! Talvez tenha sido culpa dela; deve ter sido essa sua energia que fez cair o disjuntor. Sério? Sério, a luz apagou no meio da cerimônia na Capela da PUC. Sobrou só a luz das velas e do vídeo. Claro que rolou uma carinha de susto, mas logo isso passou, os sorrisos voltaram e o padre gente boa fez a benção das alianças no gogó. Ficou provado que aquele microfone feioso é totalmente desnecessário, pelo menos na acústica de lá. A luz? Ficou perfeita, usamos a iluminação do pessoal do vídeo, um efeito bacana, um quê mais dramático. No finalzinho, ufa, as luzes voltaram para a saída triunfal. Essas coisas tornam o dia um pouquinho ainda mais inesquecível…e divertido de lembrar! É só não se deixar estressar demais com esses imprevistos.

01-_MG_9229

02-_MG_9648

03-_MG_9658

04-_MG_9802

05-_MG_9863

06-_MG_0023

07-_MG_6568

08-_MG_0041

09-_MG_0216

10-_MG_6750

11-_MG_0342

12-_MG_0827

12-_MG_7266

ensaio

A primeira dança do casal é um dos meus momentos favoritos do dia. No mundo ideal dos meus sonhos de fotógrafa, todo casal dançaria uma música inteira, curtindo casa passinho, não importa se ensaiado ou desajeitado. Eles não reparariam no seu entorno, só curtindo a música e o calor de estar junto de quem se ama. A luz sempre seria perfeita, na medida para criar o clima e para me permitir fotografar. Além disso, nenhum convidado afoito entraria na pista, nem para parabenizar os noivos, nem para roubar o momento que não lhe pertence. Na vida real, nunca é assim tão tranquilo, as variáveis sempre resultam em equações diferentes da desejada. O que importa é que uma combinação inesperada pode ser tão bela quanto o que esperamos. Não é delicioso o ensaio da Luciana e do Tiago momentos antes de entrar na festa?

_MG_5304

_MG_5312_MG_5315_MG_5318_MG_5319

robby + marlon

Não é nenhuma novidade que eu e o Gui gostamos de cair na estrada para fotografar em outras cidades, então vocês já podem imaginar que de cara nós adoramos quando a Roberta nos chamou para fotografar seu casamento em Curitiba (até porque minha irmã mora lá e seria uma oportunidade de visitá-la) e nossas expectativas não eram poucas. Acertamos em cheio, foi uma festa de encher os olhos! A começar pelo adorável casal, que finalmente disse o sim após 11 anos de namoro. Eu conheci a Robby no casamento da Nina e do Marcos e de cara gostei do jeito agitado e divertido dela. Fotografar seu making of foi delicioso, fui tão bem recebida no apartamento de seus pais, mesmo que todos estivessem meio enlouquecidos (todo mundo saiu do quarto quando ela ficou pronta para que eu pudesse fotografá-la, então fui eu quem conseguiu prender o detalhe de renda das costas, ninguém tinha encontrado o fecho. Pode acreditar, sei muito sobre vestidos de noiva e consigo tirar qualquer véu com uma mão nas costas! Coisas que a gente aprende pelo caminho…). O vestido, da Lethicia,  era um deslumbramento e achei lindo a Robby ter usado um anel de brilhantes que pertenceu à sua avó. Antes de sairmos para a igreja, seu pai fez questão de abrir um champagne e brindar com a família e com a equipe que cuidou do cabelo e da maquiagem dela: “sem equipe nada se faz”.

A igreja – do tamanho exato, nem muito pequena, nem muito grande –  estava lindamente decorada com muitas velas e o Castelinho do Batel era a perfeição em flores e luz. Mas cenografia não é nada se não houver emoção,  se os noivos não souberem se divertir, se os personagens principais desse dia não se deixarem levar pelo ritmo frenético da festa e por algumas de nossas idéias. Esses dois aproveitaram cada segundo do dia, espero que nossas fotos estejam à altura de tudo isso.

_MG_9978

_MG_0113

_MG_0269

_MG_0338

_MG_0431

_MG_0736

_MG_0787

_MG_0623

_MG_0791

_MG_0852

_MG_0866

_MG_1626

_MG_0908

_MG_0913

_MG_1871

_MG_0924

_MG_0955

_MG_1111

_MG_0893

_MG_1807

_MG_1212

julia + cristiano

Essa moça me enganou. Tímida, praticamente me pediu desculpas quando me contou que não haveria a primeira dança do casal (ela sabe que eu adoro esse momento porque sempre rende belas imagens do casal) e eu fiquei um pouco apreensiva, pensando que o estilo low profile não fosse dar em festa animada. Não podia estar mais enganada. Eles foram animadíssimos, dançaram muito, divertiram-se mais ainda, toparam todas as fotos que sugerimos! Foi uma delícia, um dia romântico como a linda noiva (num vestido Paula Zaragueta) e como o noivo com cara de apaixonado.

0042-6879

0118-8650

5493-29 5495-06a

0148-8727 0161-8764

5497-36 5497-37

0665-7811

0602-7673

_mg_0101

_mg_0166

_mg_0238

0959-0142