Arquivo da tag: Jockey Club de SP

talyta + noam • jockey

O segundo semestre chegou praticamente num piscar de olhos. Meu filho completou 1 ano e 7 meses mas parece que foi ontem que vi ele dar os primeiros passinhos. A vida anda corrida – ainda em adaptação ao novo ritmo que uma criança cria – e fui deixando o blog meio de lado, esperando ter mais tempo. Bem, tô me ligando que não vou ter mais tempo, não… Então pra celebrar o inverno e a segunda metade do ano, resolvi postar um casamento de verão, o primeiro que fotografamos em 2013.

(Antes tarde do que nunca!)

Talyta foi uma noiva adorável e eu fiquei triste quando me enrolei para publicar as fotos. Demorei tanto que comecei a postar outros para não atrasar tudo, até que acabei ficando com vergonha da demora e desisti. As fotos ficaram separadas e, dia desses, quando revi, fiquei com vontade de compartilhar. Falando sobre como ela e Noam se encontraram, Talyta me disse (entre tantas outras coisas) por email ” …foi uma daquelas experiências que te fazem pensar que certos encontros, os encontros pra valer da vida, talvez sejam da ordem do destino…”. Reler esse email agora, especialmente essa frase, foi especial. Vai ver não foi à toa que demorei tanto.

fotografia casamento Jockey decoração Tuca Benetti fotografia casamento Jockey decoração Tuca Benetti fotografia casamento Jockey decoração Tuca Benetti fotografia casamento Jockey decoração Tuca Benetti fotografia casamento Jockey decoração Tuca Benetti10-IMG_7898 fotografia casamento Jockey decoração Tuca Benetti09-IMG_789008-IMG_0973 fotografia casamento Jockey decoração Tuca Benetti

fernanda + endrigo

Não basta que os noivos gostem do nosso trabalho, empatia também é fundamental. E não é uma questão apenas dos noivos gostarem da gente, a gente também tem que curtir a energia de quem vamos fotografar, afinal vamos passar de 8 a 10 horas muito próximas dessas pessoas, né? E o interessante é que não é uma questão de estilo — já fotografamos desde casamentos enormes e supertradicionais até casamentos pequenininhos superdescolados  — mas muito mais uma questão de estado de espírito. Se eu fosse usar uma descrição genérica, eu diria que a gente gosta de gente feliz e alegre.

E a gente também gosta de gente bonita e apaixonada! Quando Fernanda e Endrigo vieram aqui, fiquei com muita vontade de fotografar o casamento deles. O papo foi ótimo, eles são lindos juntos e todas as ideias que eles tinham de como gostariam que a festa fosse fotografada tinham a ver com o nossa visão de como as coisas tem que ser. Eu tinha certeza que a cerimônia seria bonita e a festa divertida e animada.

E assim foi! Os noivos escreveram os próprios votos e fizeram muita gente rir e chorar ao mesmo tempo! E em plena sexta-feira, encheram a pista de dança do Jockey com outras tantas pessoas alegres e animadas!

andrea + thiago

Tem muita noiva que se envolve nos preparativos do casamento, abraça o do-it-yourself e cuida de vários detalhes da decoração mas essa foi a primeira vez que eu vi uma noiva produzir mais de 2.000 docinhos! Andrea é especialista em chocolates e macarons e cuidou para que todos os convidados levassem pra casa uma caixinha com um docinho para relembrar a festa no dia seguinte. E que festa! O Jockey foi lindamente decorado pela Laís Aguiar, a pista ficou lotada a noite inteira. A cerimônia na Igreja São Pedro São Paulo, celebrada pelo padre Michelino, foi bonita e delicada, com os pais abençoando os filhos de pertinho. Uma noite esperada com ansiedade e vivida com intensidade.

renata + gabriel

Não foi exatamente amor à primeira vista. Claro, eles gostaram do nosso trabalho e havia confiança no que fazíamos senão eles não teram assinado contrato com mais de um ano de antecedência, mas foi aos poucos que a Renata foi deixando comentários aqui no blog eu eu fui percebendo como o que eu fazia aqui a ajudava a sonhar com o seu dia. Eu também fui criando uma expectativa, pois a cada comentário eu ia me sentindo cada vez mais cúmplice na construção dessa história. Quando finalmente a data ficou próxima, eu também pensei “nossa, o dia está chegando, oba!”.

Eles são um casal especial, que acredita intensamente na importância de uma cerimônia religiosa. Foi muito bonito presenciar esse momento religioso e amoroso e eu fiquei extremamente emocionada em estar fazendo parte daquilo tudo. Tem coisas que não fazem parte da nossa vida — eu não sou nenhum pouco religiosa — mas que nos tocam porque vemos o quão importantes e belas elas são para outras pessoas.

Este foi um casamento no qual eu me senti querida — pelas conversas, pela confiança, pelo carinho, pela importância que eu sabia que estava sendo dada à minha fotografia.

Renata e Gabriel, curti muito vivenciar e fotografar a beleza do ritual de vocês. É muito especial trabalhar envolta nessa atmosfera de amor.

• cerimônia na Igreja Perpétuo Socorro e festa no Jockey, vestido Lethicia. Trabalhamos ao lado do Cristiano Ferrari e sua equipe de vídeo.

Uma coisa bacana é que esse trabalho mostra que um casamento que prioriza a cerimônia não é de forma alguma prejudicado no que diz respeito ao resultado imagético. Eu acredito que casamento não é show e que não são necessários vários fotógrafos em cima do altar (na verdade não precisa mais do que um!). A Renata me contou que teve um profissional que disse pra ela “não casa com essa padre, não, ele é chato” por conta de algumas restrições de movimentação no altar. Isso é um absurdo! Não é a cerimônia religiosa que deve se adequar a quem fotograma e filma e sim nós que devemos respeitar os rituais. Às vezes tenho a sensação que algumas noivas estão perdendo o foco, deixando de vivenciar o momento. Sabe aqueles japoneses que a gente vê em viagem, sempre com uma câmera de vídeo na mão, olhando tudo pelo visor? Como pode alguém estar olhando para a Notre Dame só pelo visor de uma câmera??? Então, é um pouco assim, algumas noivas só pensam no que vão ver depois e não se deixam envolver pelo momento, pelo ritual (e são tantos os rituais possíveis…). Deixe-se vivenciar o presente, se o seu fotográfo for bom, as fotos também serão!

julia + luisito

Eu não tenho certeza se em português é assim mesmo tão bonitinho, mas quando vivi no Canadá, um de meus adjetivos preferidos era adorable, uma palavra delicada e uma maneira linda de dizer que algo ou alguém é agradável.  Na verdade bem mais que agradável, pois ser adorável é também inspirar afeição,  ter charme e deliciar as pessoas com a sua presença. Julia e Luizito são assim, adoráveis, no plural mesmo. Eles são daqueles casais que fazem a gente usar expressões  batidas como “nascidos um para o outro” — um tão simpático e gente boa como o outro, batendo papo e dando risada com você como se te conhecessem há anos. No dia em que eles vieram aqui no estúdio, por indicação da Alessandra, eu tinha certeza que a festa deles seria uma delícia de fotografar. Foi mesmo, um festão, com pista de dança lotada, muitos amigos e — mais importante que tudo — noivos apaixonados que não perderam um minutinho sequer da diversão… Eu estava cheia de expectativa, pois eu já tinha encontrado esses dois no casamento da Lele, no casamento da Patricia e do Fernando (que chegaram aqui por indicação da Julia) e, a cada vez que nos víamos, a Julia dizia que não aguentava mais esperar pelo seu… e eu também! Sem nem ter visto as fotos do seu próprio casamento, ela já  havia me indicado para mais dois casais (eu também vou fotografar o casamento da sua irmã em novembro)… Confiança assim é algo muito especial e eu me sinto muito honrada de merecê-la!

• a cerimônia e a festa foram no Jockey; uma vista linda, não? O vestido é Emanuelle Junqueira.

• um agradecimento importante: em uma festa com mais de 400 convidados é impossível fotografar tudo e todos sozinha e nem mesmo somente com a ajuda do Gui. Tivemos a ajuda de nossa querida fotógrafa residente Juliana Neumann. São dela as fotos dos bem-casados, da menininha dormindo e a que abre o post. Thanks, Ju, é um prazer ter você com a gente!

aneliza + eduardo

Eles se conheceram na Disco, então é lógico que todo mundo sabia que o casamento ia ser uma superbalada! O som estava ótimo, a iluminação da pista idem, os noivos deram show o tempo inteiro, não faltou animação nem por um segundo. O que me faz pensar que a surpresa da noite realmente foi o momento, no começo da festa, em que o Eduardo subiu ao palco para cantar Only You (e a capella!). Chegamos em casa com o dia amanhecendo e eu acho que se não fosse pelo avião que eles tinham que pegar, talvez a gente ficasse no Jockey para o almoço…

_MG_2159

_MG_2188

_MG_2333

_MG_2341

_MG_4875

_MG_2392

_MG_2459

_MG_2606

_MG_5690

_MG_5207

_MG_2728

_MG_3111

_MG_5725

_MG_8775

_MG_3165

_MG_3174

• Vestido Marie Toscano, cabelo e maquiagem R.W. Persil. A cerimônia foi na Capela São Pedro São Paulo e a festa no Jockey Club.